Médico que operou Ronaldo acompanhou cirurgia de Neymar

Gérard Saillant, de 72 anos, foi escolhido pelo Paris Saint-Germain para acompanhar o craque no procedimento deste último sábado, em Belo Horizonte.

Gérard Saillant não fez gol em ninguém, não ganhou corrida, mas já é conhecido do mundo esportivo brasileiro. O médico que acompanhou a cirurgia de Neymar, neste sábado (3), em Belo Horizonte, operou Ronaldo Fenômeno e foi um dos primeiros a examinar Felipe Massa em duas cirurgias de grande complexidade e repercussão.

O “Professor Saillant”, hoje com 72 anos, também foi o responsável por recolocar Michael Schumacher nas pistas, no pior acidente da carreira do heptacampeão mundial de Fórmula 1. Naquela oportunidade, o piloto alemão havia quebrado a perna direita.

O renomado ortopedista francês foi escolhido pelo Paris Saint-Germain para acompanhar a cirurgia no dedo mínimo do pé direito de Neymar. Ao lado de Rodrigo Lasmar, médico da seleção brasileira desde 2001, ele auxiliou na colocação de um parafuso que contribuirá para a consolidação do quinto metatarso do atleta.

Lesão de Ronaldo Fenômeno

Em abril de 2000, a lesão de Ronaldo Fenômeno assombrou o mundo do futebol. O então atacante da Inter de Milão teve uma lesão parcial no tendão patelar do joelho direito e desabou em choro. A cirurgia aconteceu sob a responsabilidade da corpo médico de Saillant.

Só depois de 16 meses de muita fisioterapia e cuidados para inclusive colocar o pé no chão, que Ronaldo Fenômeno voltou ao futebol. A ausência dos campos, claro, provocou dúvidas na cabeça do torcedor brasileiro, mas o jogador estava em plena forma na Copa do Mundo.

Ronaldo Fenômeno foram oito gols, sendo dois na final do Mundial na Coreia e no Japão, em 2002.

Cirurgia de Schumacher

Um ano antes da cirurgia no jogador, o médico participou daquele que foi o maior acidente da carreira de Schumacher. O piloto da Ferrari, naquela altura só bicampeão mundial, escapou da pista no GP da Inglaterra, em Silverstone, e quebrou a perna direita.

No comando da mesa de cirurgia, mais uma vez estava o Professor Saillant. O piloto alemão voltou ainda no mesmo ano, para as duas últimas corridas da temporada, mas já sem chances de título. A partir do ano seguinte, aí sim, iniciou seu legado na F-1 enfileirando cinco títulos em sequência.

O procedimento na principal categoria do automobilismo, rendeu ao médico o cargo de presidente da Confederação Médica da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), em 2007. Ele substituiu o premiado médico Sid Watkins.

Dois anos depois, Saillant foi um dos primeiros a examinar Felipe Massa, no grave acidente que sofreu, no treino classificatório para o GP da Hungria, em 2009. Naquela oportunidade, uma mola do carro do também brasileiro Rubens Barrichello e atingiu em cheio a cabeça de Massa.

Neymar será operado no hospital Mater Dei, em Belo Horizonte, neste sábado (3). A previsão é que o jogador fique afastado até três meses. A seleção brasileira se apresenta para a Copa do Mundo em 21 de maio. A estreia do time verde-amarelo será em 17 de junho, contra a Suíça, em Rostov.