Emprego x estágio: Quando é preciso abrir mão de um pelo outro?

O dilema é constante entre muitas pessoas, especialmente os jovens: Vale a pena deixar o emprego com carteira assinada e sem nada a ver com a faculdade para apostar em um estágio em sua área?

Trata-se de uma questão difícil, mas algumas dicas podem ajudar o profissional a optar pelo melhor caminho; saiba o que analisar antes de fazer sua escolha.

mulher sendo supervisionada

A primeira coisa a considerar é: No estágio, você terá a chance de trabalhar diretamente na profissão em que está se formando? Se a resposta for sim, vale a pena assumir o risco, pois essa é uma grande oportunidade de entrar em uma área específica no mercado de trabalho. Sem experiência, será mais difícil arrumar uma colocação depois de formado e você correrá sério risco de usar seu diploma apenas como enfeite.

Avalie também sua situação financeira. Em geral, estágios pagam menos do que cargos efetivos e você precisa ter certeza de que a diferença entre os salários não vai afetar (tanto) a sua vida. Não adianta nada fazer o que gosta se o preço a pagar por isso for passar necessidade na hora de chegar em casa. O ideal é contar com o apoio da família e dos amigos nessa fase.

equipe reunida

Ainda que a grana fique curta por uns tempos, convém lembrar que o estágio pode abrir portas para você ganhar mais no futuro. Procure saber com quem está lhe oferecendo estágio quais são as possibilidades de efetivação quando a faculdade acabar e não deixe de analisar as perspectivas de crescimento em seu emprego atual antes de tomar uma decisão.

mulher estudando

Se você sente falta de tempo para estudar, o estágio pode ser uma boa opção. Além de aprender na prática, esse tipo de vínculo costuma exigir menos horas diárias de labuta, possibilitando um maior espaço na agenda para se dedicar aos livros, pesquisas e trabalhos escolares.

Na decisão entre emprego e estágio, tenha em mente que cada caso é um caso e a resposta varia de acordo com as circunstâncias. O que é bom para um amigo pode não ser para você e vice-versa. Tenha calma na hora de analisar os prós e contras das opções e boa sorte em sua jornada profissional!

Fonte: R7.