Como se locomover em Florianópolis

Veja as dicas certas e passe por Floripa com a experiência de um típico manézinho da ilha

Então se você não vai de carro ou não pretende alugar um veículo para se locomover entenda o que fazer.

Homem dentro de ônibus

Ônibus em Florianópolis

Vale lembrar: Existe gratuidade e ela funciona como em todas as regiões do Brasil: menores de cinco anos não pagam, e nem quem tem mais de 65.

Florianópolis possui um sistema integrado de transporte com seis terminais de integração. São eles:

• TICEN (Terminal Centro)
• TILAG (Terminal Lagoa da Conceição)
• TIRIO (Terminal Rio Tavares)
• TITRI (Terminal Trindade)
• TISAN (Terminal Santo Antônio)
• TICAN (Terminal Canasvieiras)

Por esses terminais, circulam quatro tipos de linhas. É importante conhecer cada uma delas e o que elas significam, pois, pegar o ônibus errado pode comprometer sua viagem. Alimentadoras são linhas que circulam nos bairros. Passam pelos pontos e levam os passageiros até o Terminal de Integração mais próximo.

Paradoras são linhas que circulam entre os Terminais de Integração e param em qualquer ponto do caminho. Semi-diretas são linhas que circulam entre os Terminais de Integração mais distantes e o Terminal Central. Elas só param em Terminais de Integração que estiverem no percurso. Diretas são linhas que circulam entre os Terminais de Integração e o Terminal Central, sem parar no caminho.

Transporte eficiente

Se você estiver hospedado no centro, nas proximidades da lagoa e quiser conhecer praias mais distantes, pode ser que precise pegar até três ônibus. Durante a semana, os horários são abundantes, aos finais de semana, apesar de Floripa ser uma capital turística, os horários são um pouco escassos. Por isso, programe-se bem.

Dica: Uma dica é montar rotas com as melhores linhas de ônibus entre seu ponto de partida e seu ponto de chegada.

Amigos tirando foto em ônibus

Turista em Florianópolis

Existe uma opção bem legal para quem vem de fora pensando em usar o transporte público: o Passe Rápido Turista. Um cartão eletrônico, recarregável e que substitui a passagem em dinheiro. Você pode andar de ônibus pela cidade inteira e ainda tem direito a uma integração, ou passagem gratuita, de um terminal a outro. Mas, sempre no mesmo sentido, de ida ou de volta.

Turista dentro do ônibus

Vale lembrar que a integração é uma vantagem disponível apenas para quem paga com o cartão. Se seu pagamento for feito em dinheiro, você terá que pagar uma nova passagem a cada vez que for entrar em um ônibus. Esse passe custa R$3 e é reembolsado ao turista quando ele for devolver o cartão e estiver indo embora. Para adquirir, é só se dirigir ao ponto de vendas do Sindicato de Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros da Grande Florianópolis (Setuf), dentro do Ticen.

Algumas linhas especiais operam com um valor um pouco mais barato, chamado de Tarifa Social. Com certeza, uma das melhores opções de como se locomover em Florianópolis.

Taxi, aplicativos de transporte, bicicletas e patinetes em Florianópolis

Florianópolis é uma cidade grande e dependendo do horário em que escolher sair do hotel ou se principalmente, se sua ideia for fazer um tour pelas praias você pode pagar mais caro para andar de taxi. Aplicativos de transporte podem ser uma alternativa muito boa aos táxis convencionais.

Aluguel de bicicletas

Também dá para alugar bicicletas e fazer passeios pela cidade. Existem várias empresas que alugam bikes e patinetes.

Dicas extras

1. Lembre-se de comparar os preços dos aplicativos de carros. Evite horários de pico para sair de casa.
2. Fique ligado aos seus pertences pessoais e evite sair com dinheiro. A cidade é relativamente segura, mas a prevenção é o melhor remédio.

Fonte: Quero Viajar Mais